Dentre o material de louça para servir, a faiança grossa constitui-se no material dos mais antigos encontrados na casa do Capitão Mor de Sobral. Esta faiança de origem portuguesa deve ter sido produzida entre 1751 e 1801. Outros tipos desta cerâmica esteve presente no Brasil desde o mais remoto período da colonização. Foram encontrados centenas destes fragmentos na maioria dos sítios arqueológicos escavados tanto no Brasil como em vários países de colonização européia.

 

Fonte: Relatório de escavação arqueológica da Casa do Capitão-Mor