Possivelmente data do século XIX a construção de um conjunto de sanitário e banheiro no quintal da antiga casa do capitão-mor Xerez Furna Uchoa. Foram construídos um sanitário (ainda sem o recurso do sifonamento) e um banheiro. Entre eles, um tanque, depósito para água, que servia principalmente aos banhos, então ‘banho de cuia’, como se usava então.  Foi ainda construída uma fossa. (...) As capitais das províncias ainda faziam uso do despejo de excrementos nos rios. Tigre, era o nome jocoso aplicado aos tonéis em que se recolhiam lixo e excrementos, que todos os dias eram transportados por escravos até o local de despejo.

 

Fonte: Relatório de escavação arqueológica da Casa do Capitão-Mor