MADI 6- Obra: Sem título,

 Obra: Jean Claude Faucon, 1939 - 2006

 Sobre a obra:

 Fortemente inspirado pelo movimento Futurismo, seu trabalho usa o fenômeno dos avanços indústria como diálogo entre o homem e sua produção, a plástica da construção dos objetos é muito presente especialmente em sua última fase. Claude dialogava muito com o espaço e suas definições, o que o aproximava da arquitetura, tinha contato inclusive com expoentes arquitetos e designer como Le Corbusier e Theo van Doesburg. Era influenciado também pelo dadaísmo e o neoplasticismo de Mondrian e o “De Stilj” (O Estilo) liderado por Doesburg. Considerava Piet Mondrian e Van Doesberg inspirações. Claude Via nas artes uma ferramenta importante para o desenvolvimento da humanidade, já que para ele, a arte foi uma das primeiras formas de expressar e documentar a vida e trajetória da humanidade como ser civil, era a arte um fenômeno “social”. Questões como espaço e forma eram alvos das intervenções de Faucon, a cor e o volume trabalhavam na ocupação de sua abstração visual.

 

Sobre o artista:

Ingressa na academia na Academia de Belas Artes de Bruxelas aos 16 anos de idade. Em 1962 realiza a sua primeira obra abstrata e inicia o estudo sobre a psicologia da forma. Em 1985 adere ao movimento Madi internacional. Começa a expor com o grupo MADI International desde 1990 no Centro de Arte Contemporânea de Besançon e na Metaphore Gallery de Paris e Maubeuge, depois no Centro Rainha Sofia de Madrid, em 1997.